Por que gravar uma Live Session?

Live Session
0 Flares Twitter 0 Facebook 0 Filament.io 0 Flares ×

Fala Galera da música! Já estamos em agosto, como o tempo passa depressa… Espero que vocês estejam fazendo muita música e principalmente fazendo sua música acontecer!

Em meio a tanta correria, produzindo, gravando e mixando, acabei ficando sem escrever no blog por um tempo, mas aqui estou e hoje o tema é bem bacana para você, artista independente que está buscando um caminho para mostrar seu trabalho.

Muita gente me procura para gravar um trabalho novo e chega aqui com muitas interrogações. A mais comum é: “Qual o melhor caminho para divulgar um artista novo independente no atual cenário musical?”

Bom, sinceramente, eu acho que hoje não tem outro jeito de se lançar no mercado musical sem um ótimo material audiovisual.

O jeito mais comum de se buscar música nos dias atuais é sem dúvida alguma o Youtube. O público quer imediatamente conhecer a música e a imagem, o que eu chamo de ‘’pacote completo”.

Não é por acaso que para se inscrever nos reallity shows como The Voice, o material solicitado é um vídeo com o artista performando ao vivo. Imagem e música estão totalmente conectados, e eu ouso dizer que lançar uma nova música hoje sem um vídeo clipe chega a ser uma perda de tempo.

Se pensarmos mais a fundo sobre o leque de possibilidades e necessidades de um novo artista, vamos esbarrar na necessidade desse artista em vender shows, participar de festivais, etc. Então, na minha humilde opinião, o melhor caminho para se divulgar um novo trabalho no show business é uma Live Session!

Uma Live Session mata 3 coelhos com uma só cajadada. Nesse formato o artista mostra sua música, sua imagem e sua performance ao vivo.

Claro que para causar um ótimo impacto com sua Live Session, o artista tem que tomar alguns cuidados. Não basta marcar um ensaio em um estúdio qualquer, captar áudio e vídeo com equipamento rudimentar e achar que isso resolve.

É hora de pensar nesse formato como um produto sério! Causar uma ótima impressão: Boa música, bem tocada, bem arranjada e bem produzida, captar imagens com qualidade premium com uma boa direção, iluminação e num espaço bonito e imponente. E claro, uma edição de vídeo e mixagem de áudio que emocione e traduza toda a vibe da performance ao vivo.

Minhas recomendações

Escolha um ótimo estúdio com capacitação e excelência em gravação de áudio, um produtor musical que mostre afinidade e sintonia com sua música, uma equipe de vídeo que te passe confiança não só na qualidade do produto final, mas também que ‘fale’ a mesma língua do seu trabalho. Para mim esses são ingredientes fundamentais para que sua Live Session aconteça.

Não é porque é live que não tem que ter uma boa pré-produção com escolha de repertório e limpeza nos arranjos e execução musical. Tocar ao vivo é um desafio, todos juntos na mesma sala, com vários microfones captando a performance, ou seja, a voz do cantor vai vazar nos microfones da bateria, limitando as possibilidades de correções e edições. Esse é o panorama de uma Live Session.

Duas ou três cameras ligadas. Luzes, pelo menos três ou quatro pessoas a mais dentro da sala podem também intimidar e tirar um pouco da espontaneidade da performance.

Por tudo isso eu recomendo muito que seja feita uma pré produção com as faixas a serem gravadas.

Pode ser pelo menos um ensaio de quatro horas, considerando que o artista venha a gravar de duas a quatro músicas, mas pelo menos assim o produtor vai poder conhecer melhor o material e os músicos e nesse ensaio avaliar se o trabalho está pronto para ser gravado ou precisa de mais ensaios para lapidar a performance.

Outra coisa que recomendo muito: gravação sempre multipista possibilitando uma boa mixagem do áudio, não dá pra captar um ensaio com um ou dois microfones espalhados pela sala e tentar fazer milagre depois. Estamos falando de um material de alta qualidade que será o cartão de visitas do seu trabalho.

Um último toque

Nada de tentar maquiar demais o áudio e o vídeo! Boa parte do público consegue sacar quando rola um ‘Live pero no mucho‘. O mesmo vale para o vídeo, ele tem que passar a energia da performance do artista sem muito enfeite, nada de efeitos e edições que tirem a atenção do foco principal que é o artista no palco tocando sua música, exatamente ou muito perto do que vai acontecer em seu show.

Esse formato tem ótimo custo-benefício e como eu disse no começo, o artista mostra sua música, sua imagem e sua performance, divulgando seu trabalho para o público em geral, possíveis empresários, investidores e contratantes de shows.

Bandas que tocam cover e visam tocar no circuito de bares e pubs, bandas de eventos em geral, artistas solo e bandas autorais, enfim, esse formato é direto e reto na hora de começar a divulgação de um projeto.

Busquem sempre qualidade e sejam criativos. A Live Session é o novo caminho para você, artista, que urge em mostrar seu trabalho e conhecer seu público.

Finalizo com um vídeo Live Session da cantora Julia Smith, que foi produzido, mixado e masterizado por mim, no Estúdio 500, com vídeo da Vertigem Produções. O projeto 500 Live Session é um serviço diferenciado do Estúdio 500, para produção audiovisual gravado ao vivo para bandas e artistas solos independentes.

Julia Smith – Maldita Mulher

Abraços e muito som sempre!

 

Nando Vieira

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Required fields are marked *.

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>